• Joana Alves Gomes

21 Árvores autóctones em Portugal

Neste fim-de-semana em que começa a Primavera e se celebra o Dia Mundial da Árvore e da Floresta, porque não ficar a conhecer melhor a floresta Portuguesa e em especial as espécies arbóreas que a compõem …

ou deveriam compor?


1. Alfarrobeira - Ceratonia siliqua

Encontra-se em maior número no sul de Portugal, especialmente na zona algarvia, sendo no entanto também vulgar encontrar exemplares na Terra Quente Transmontana. Juntamente com a Olaia (Cercis siliquastrum), são as duas espécies arbóreas leguminosas (família Fabaceae) originarias da Europa.

2. Aveleira avelãzeira, avelaneira - Corylus avellana

Encontra-se maioritariamente a norte e centro oeste de Portugal, tornando-se especialmente bonita na primavera durante a época de floração.

3. Azereiro loureiro-de-Portugal, gingeira-brava - Prunus lusitanica

Encontra-se maioritariamente a norte e centro norte de Portugal e habitualmente na proximidade de linhas de água.

4. Azevinho, zebro - Ilex aquifolium

Encontra-se maioritariamente a noroeste de Portugal e sudoeste montanhoso sendo uma espécie protegida ao abrigo do Decreto-Lei 423/89 de 4 de Dezembro.


5. Buxo, olho-de-gato - Buxus sempervirens

Muito fácil de encontrar de norte a sul de Portugal, especialmente em jardins históricos onde é habitualmente usado em sebes e topiária.

6. Carvalho-cerquinho, carvalho-português - Quercus faginea

Muito comum no noroeste montanhoso, centro e sudoeste de Portugal.

7. Carvalho-de-Monchique, carvalho-da-Argélia - Quercus canariensis

Como se pode deduzir pelo seu nome comum, é uma espécie que habita essencialmente a Serra de Monchique podendo ser encontrados exemplares no resto do país em parques e jardins.

8. Carvalho-negral, carvalho-pardo-das-beiras - Quercus pyrenaica

Muito comum no norte, centro e sudoeste meridional de Portugal, os espécimes mais jovens são marcescentes mantendo a folha durante o inverno.

9. Carvalho-roble, carvalho-alvarinho - Quercus robur

Muito comum no norte, centro e sul ocidental de Portugal.

10. Castanheiro, reboleiro - Castanea Sativa

Espécie muito característica da paisagem transmontana onde o seu fruto é muito apreciado constituindo-se como uma fonte de riqueza para a região.


11. Loureiro - Laurus nobilis

Muito comum em Portugal, excetuando centro leste e terra fria, é uma espécie muito apreciada pelos seus usos culinários.


12. Medronheiro, ervedeiro - Arbutus unedo

Espécie muito característica do clima mediterrânico podendo ser encontrada em todo o território português, especialmente em bosques de Sobreiro, Azinheira e Pinheiro bravo. É uma espécie curiosa pois a floração de um ano coincide com o amadurecimento dos frutos do ano anterior.

13. Negrilho - (mosqueiro, ulmeiro, olmo) - Ulmus minor

Muito comum em Portugal, excetuando sudeste meridional, encontra-se muito frequentemente associada a linhas de água e solos húmidos.

14. Oliveira - (zambujeiro - var. silvestre) - Olea europaea

Espécie muito comum no clima mediterrâneo e em todo o território português, fonte de valor económico em muitas regiões de Portugal.

15. Padreiro - (bordo, plátano-bastardo) - Acer pseudoplatanus

Espécie muito habitual no norte, é uma das duas espécies de Acer autóctones em Portugal juntamente com o Acer monspessulanum.

16. Pilriteiro - espinheiro-alvar) - Crataegus monogyna

Espécie muito comum em todo o território português, especialmente junto de linhas de água, habitualmente sob a forma de árvore pequena ou subarbusto.

17. Pinheiro-bravo - (pinheiro-das-landes) - Pinus pinaster

Espécie muito comum em todo o território português, habitualmente em povoamentos monoespécie ou mistos com espécies folhosas.


18. Pinheiro-manso - Pinus pinea

Espécie muito comum em todo o território português, excetuando o nordeste e a terra fria, é muito associada a paisagens litorais e dunares.

19. Sobreiro - (chaparro) - Quercus suber

Espécie muito característica do clima mediterrânico, podendo ser encontrada em todo o território português, especialmente na zona sudoeste é instituída como árvore nacional desde 22 de Dezembro de 2011 (Resolução da Assembleia da República nº 15/2012), e espécie protegida ao abrigo do Decreto-Lei n.º 169/2001, de 25 de Maio. D.R. n.º 121, Série I-A, alterado pelo Decreto-Lei n.º 155/2004, de 30 de Junho. D.R. n.º 152, Série I-A.

20. Zêlha - (bordo-de-montpellier, enguelgue) - Acer monspessulanum

Esta espécie de Acer pode ser encontrada essencialmente na zona nordeste, centro norte e centro oeste de Portugal, no clima de terra fria e terra quente.

21. Zimbro-galego - (zimbro-de-Espanha, oxicedro) - Juniperus oxycedrus

Espécie muito comum na região mediterrânea, em Portugal encontra-se maioritariamente na região de Trás-os-Montes, Beira interior e Alentejo.


Já conhecia estas árvores? Qual a sua autóctone favorita?




Para conhecer mais sobre as várias espécies de Acer leia este artigo:

- https://jagpaisagismo.wixsite.com/jagpaisagismo/single-post/As-várias-espécies-de-Áceres


Para conhecer mais sobre as várias espécies de Quercus leia este artigo:

- https://jagpaisagismo.wixsite.com/jagpaisagismo/single-post/ComoIdentificarQuercus

Posts Em Destaque
Categorias
Procurar por palavras
Siga
  • LinkedIn
  • homify
  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest
Instagram

@2017 por jag - arquitetura paisagista | Orgulhosamente criado com Wix.com

  • LinkedIn - Grey Circle
  • homify-logo
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo
  • Pinterest - Grey Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now